Quarta-feira, 11 de Julho de 2007

Inspecção Geral da Administração do Território (IGAT) responde à URAP a propósito do “museu” Salazar

1.      O núcleo de Viseu-Santa Comba Dão da URAP torna público que recebeu uma resposta à participação contra a Câmara Municipal de Santa Comba Dão entregue no passado dia 7 de Maio de 2007 na Inspecção Geral da Administração do Território (IGAT).

 

2.      Nela a IGAT informa que foram solicitados esclarecimentos à Câmara Municipal de Santa Comba Dão. Tal facto vem dar ainda mais razão à participação da URAP. Bem como às preocupações e dúvidas de parte cada vez mais significativa da população do concelho.

 

3.      Os elementos apresentados na análise exaustiva de todo o processo relativa às decisões da Câmara sobre o inicialmente denominado "Museu Salazar", depois "Museu do Estado Novo", e, mais recentemente, eufemisticamente rebaptizado "Centro Documental Museu e Parque Temático do Estado Novo" foram considerados suficientemente válidos para justificar o andamento da participação.

 

4.      Recorda-se que a participação da URAP ao IGAT considerava existirem indícios bastantes de que o Presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão pretende avançar com um projecto que não tem suporte nas deliberações efectivamente tomadas no exercício dos órgãos autárquicos (ou até as contraria).

 

5.      Por outro lado, há dados que apontam para que o projecto do Museu Salazar constitui uma operação financeira altamente desvantajosa para o município e por conseguinte, para os contribuintes portugueses. Nomeadamente a pensão vitalícia de 2000 Euros mês, actualizáveis todos os anos, paga ao sobrinho neto de Salazar, em troca da «doação» duns «tarecos» que pertenceram ao ditador fascista e pouco mais, e sem qualquer aprovação dos Órgãos do Poder Municipal nesse sentido.

 

6.      No nosso entender confirma-se assim que o projecto do “Museu Salazar” está, cada vez mais, confrontado com a constatação da respectiva ilegalidade. Mas sobretudo com a resistência da opinião pública democrática a esse objectivo, inaceitável, de edificar um “santuário” do regime fascista, deposto em 25 de Abril de 1974.

 

7.      Reafirmamos que é tempo de a Câmara Municipal arrepiar caminho. Santa Comba Dão merece melhor. É possível e desejável outro caminho para o desenvolvimento desta terra.

 

Santa Comba Dão, 10 de Julho de 2007

O Núcleo de Viseu-Santa Comba Dão da

União de Resistentes Antifascistas Portugueses URAP

 

publicado por António Vilarigues às 14:15
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Antonio Carvalho a 9 de Maio de 2010 às 17:59
A União de Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP ) tem-se batido e bater-se -à contra tão vil afronta da construção do museu Salazar em Santa Comba Dão. Daqui afirmo solenemente: - 25 DE ABRIL SEMPRE, FASCISMO NUNCA MAIS!!!


Comentar post

.Documentos Vários

Documentação Autárquica

Escrituras

Escritura Doação Espólio
Escritura Doação Terrenos
Escritura Compra e Venda Prédios Rústicos e Urbanos

Reuniões de Câmara

30 de Julho de 2002 (Exctrato da Acta)

22 de Junho de 2004 (Exctrato da Acta)

27 de Fevereiro de 2007 (Extacto da Acta)
13 de Março de 2007 (Extracto da Acta)

.posts recentes

. Portugal em Directo

. Comunicado da URAP

. Estão recolhidas 16.000 a...

. Cartoon 027

. Fascismo e neofascismo na...

. Inspecção Geral da Admini...

. Cartoon 028

. Cartoon 026

. Cartoon 025

. Cartoon 024

.Anti-Fascistas de Serviço

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.arquivos

. Novembro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.Contador

Salazarices

.links

.subscrever feeds