Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2007

O Santuário de Salazar

Este texto é publicado por Francisco Queirós* no Diario As Beiras, em 17 de Janeiro

Em Santa Comba Dão prepara-se um crime. A Câmara Municipal, de parceria com Rui Salazar de Lucena e Mello, pretende criar até final do ano o Centro de Estudos do Estado Novo (leia-se em bom português: do Fascismo) e o Museu Salazar.
A Câmara, o erário público pois, obriga-se à remuneração de 2 mil euros/mês ao doador, herdeiro do ditador, por lugar na sociedade a constituir. Cândidas e celestiais intenções do presidente da autarquia, que à comunicação social afirmou: “reavivar a memória do filho do feitor do Vimieiro (Salazar) poderá servir como “alavanca” para o desenvolvimento turístico”. Sem dúvida que será nosso dever reavivar a memória de Salazar e do Fascismo, explicando às novas gerações o que significaram os longos anos da ditadura fascista.
O projecto do Museu Salazar e a edificação de uma nova estátua ao ditador, já também anunciada, inserem-se no âmbito de uma descarada operação para reescrever a história, branqueando os anos negros da ditadura e os crimes do fascismo, abrindo igualmente caminho para no futuro de novo se legitimar o cerceamento de liberdades e direitos fundamentais.
Em Santa Comba Dão prepara-se um crime. A criação de um “santuário” de Salazar, a construção de um lugar de evocação e de culto, de romaria dos saudosistas do fascismo sob a capa de museu ou de centro de estudos, com mal-disfarçada roupagem científica é além do mais ilegal. A Constituição da República no artigo 46.ºé peremptória: “Não são consentidas (...) organizações racistas ou que perfilhem a ideologia fascista.” A Lei 64/78 proíbe claramente as organizações fascistas e a difusão dos seus valores e “a exaltação das personalidades mais representativas daqueles regimes” (número 1 do artigo 3.º).
Mas o crime que se prepara em Santa Comba é maior e mais grave. A exaltação do fascismo e o culto de Salazar são uma afronta e um ultraje aos milhares de presos políticos que sofreram ou morreram no Campo de Concentração do Tarrafal, em Caxias, em Peniche e nas outras prisões do regime. Uma afronta aos homens e mulheres torturados, aos assassinados pela PIDE de Salazar, como Humberto Delgado, Catarina Eufémia, José Dias Coelho e muitos outros. Uma afronta aos milhões de portugueses de várias gerações condenados à miséria, à fome, à emigração clandestina, ao analfabetismo, à guerra, privados de condições básicas de saúde, de educação, de habitação. Uma indignidade para com os milhões de portugueses condenados a décadas de uma vida regulada pelo medo, para com os milhões de homens e mulheres agrilhoados num Portugal que Salazar e o fascismo condenaram ao subdesenvolvimento. Uma afronta a milhões de homens e mulheres de todo o país, e também de Santa Comba, vítimas do fascismo português e do seu principal líder.
O único e possível Museu de Salazar é um museu com imagens de dor e de miséria, com gritos de sofrimento, um museu de vítimas da opressão e de heróis da resistência. Só assim seria “cientificamente neutro”, como falaciosamente afirmam querer os seus promotores. O museu que os saudosos do fascismo pretendem inaugurar é uma casa da mentira, de embuste, um santuário da vergonha.
António de Oliveira Salazar, o Tonito do feitor do Vimieiro, não honra a sua terra e as suas honestas gentes. Os santacombadenses e os portugueses sentem-se honrados com o trabalho, o esforço e o legado de pessoas-de-bem, não com a má memória de tempos de banditismo.


*Professor e Coordenador da Comissão Concelhia de Coimbra do PCP

Nota: Não sendo este texto de um dos co-autores deste blog encontra-se desactivada a opção Comentários

publicado por Mário Lobo às 14:00
link do post | favorito
|

.Documentos Vários

Documentação Autárquica

Escrituras

Escritura Doação Espólio
Escritura Doação Terrenos
Escritura Compra e Venda Prédios Rústicos e Urbanos

Reuniões de Câmara

30 de Julho de 2002 (Exctrato da Acta)

22 de Junho de 2004 (Exctrato da Acta)

27 de Fevereiro de 2007 (Extacto da Acta)
13 de Março de 2007 (Extracto da Acta)

.posts recentes

. Portugal em Directo

. Comunicado da URAP

. Estão recolhidas 16.000 a...

. Cartoon 027

. Fascismo e neofascismo na...

. Inspecção Geral da Admini...

. Cartoon 028

. Cartoon 026

. Cartoon 025

. Cartoon 024

.Anti-Fascistas de Serviço

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.arquivos

. Novembro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.Contador

Salazarices

.links

.subscrever feeds