Quarta-feira, 2 de Maio de 2007

Estão recolhidas 10.000 assinaturas contra o ”Museu Salazar” (tornam-se públicos 50 subscritores)

URAP – União de Resistentes Antifascistas Portugueses

 

Comunicado

1. A Comissão Directiva da URAP torna público que até hoje, 24 de Abril de 2007, estão entregues nos serviços centrais da União dos Resistentes Antifascistas Portugueses 10.000 assinaturas contra a concretização do chamado “Museu Salazar”, em Santa Comba Dão, que agora eufemisticamente foi rebaptizado de “Centro Documental Museu e Parque Temático do Estado Novo”.


2. Este nome é, em si mesmo, a confissão de que o projecto do “Museu Salazar” está, cada vez mais, confrontado com a constatação da respectiva ilegalidade e com a resistência da opinião pública democrática a este objectivo, inaceitável, de edificar um “santuário” do regime fascista, deposto em 25 de Abril de 1974.


3. Todos os dias os acontecimentos vão comprovando – como agora com a manifestação-romagem marcada para Santa Comba em 28 de Abril - que o “Museu Salazar”, mesmo enquanto projecto, já se tornou motivo de excursionismo e propaganda de bandos fascistas, mais ou menos violentos. 


4. Nesta situação, a URAP leva ao conhecimento da opinião pública que, entre as 10.000 assinaturas já recolhidas, contam-se muitos cidadãos justamente reconhecidos pela sua intervenção social e política. De entre eles tornam-se públicos 50 nomes (lista anexa).


5. A recolha de assinaturas vai continuar. A curto prazo será tornada pública uma nova lista de personalidades que subscrevem esta petição.


Pel O Conselho Directivo da URAP

(Aurélio Santos)

 

24.04.07


Lista de 50 subscritores da Petição contra a concretização do “Museu Salazar”
(anexa ao Comunicado da URAP de 24.04.07)


Os primeiros subscritores da petição contra a concretização do “Museu Salazar” são:


• Alberto Andrade – Santa Comba Dão
• António Vilarigues – Penalva do Castelo
• João Carlos Gralheiro – S. Pedro do Sul
• Mário Lobo – Mortágua
• Aurélio Santos, coordenador do Conselho Directivo da URAP.


E ainda na primeira folha, entre muitos lutadores antifascistas daquela região, está também a assinatura de


• Lousã Henriques, médico, de Coimbra
• Jaime Gralheiro, advogado, de Viseu.

 

Outros subscritores:

 

• Ana Teresa Vicente – Presidente da Câmara Municipal de Palmela
• António Borga – jornalista
• António Serzedelo – editor de rádio
• Aristides Valente – Presidente da Junta de Freguesia de Almeida
• Augusto Pólvora – Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra
• Carlos Mendes – cantor
• Dias Lourenço - resistente antifascista
• Dulce Pontes – cantora
• Eduarda Dionísio – escritora;
• Fausto Neves - músico
• Fernanda Lapa – actriz
• Filipe Rosas
• Francisco Alen Gomes – médico
• Francisco Santos – Presidente da Câmara Municipal de Beja
• Frederico de Carvalho – investigador
• Gabriela Tsukamoto – Presidente da Câmara Municipal de Nisa
• Georgete Ferreira - resistente antifascista
• Isabel do Carmo – médica
• Jerónimo de Sousa – Secretário-Geral do PCP
• João Arsénio Nunes – professor universitário
• João Botelho – realizador
• Jorge Silva Melo – editor
• José Duarte – músico
• José Ernesto Cartaxo – Membro da Comissão Executiva da CGTP-IN.
• José Godinho – Presidente da Câmara Municipal de Aljustrel
• José Manuel Mendes – escritor
• Manuel Carvalho da Silva – Secretário-Geral da CGTP-IN
• Manuel Coelho – Presidente da Câmara Municipal de Sines
• Manuel Gusmão – professor universitário
• Manuel Villaverde Cabral – professor universitário
• Manuela Cruzeiro – professora universitária
• Margarida Tengarrinha – resistente antifascista
• Maria Barroso
• Maria das Dores Meira – Presidente da Câmara Municipal de Setúbal
• Mário Jacques – encenador
• Mário Nogueira – Secretário-Geral da FENPROF
• Mário Tomé – militar de Abril
• Mesquita Machado – Presidente da Câmara Municipal de Braga
• Pinto Sá – Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo
• Sofia Ferreira - resistente antifascista
• Urbano Tavares Rodrigues – escritor
• Vasco Lourenço – militar de Abril
• Vítor Alves – militar de Abril.

publicado por António Vilarigues às 12:15
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De João Aguiar a 5 de Maio de 2007 às 01:22
Uma grande afirmação dos ideais antifascistas! É preciso continuarmos a luta contra o branqueamento da história e da desculpabilização do hediondo, bárbaro e assassino regime fascista de Salazar e Caetano.


Comentar post

.Documentos Vários

Documentação Autárquica

Escrituras

Escritura Doação Espólio
Escritura Doação Terrenos
Escritura Compra e Venda Prédios Rústicos e Urbanos

Reuniões de Câmara

30 de Julho de 2002 (Exctrato da Acta)

22 de Junho de 2004 (Exctrato da Acta)

27 de Fevereiro de 2007 (Extacto da Acta)
13 de Março de 2007 (Extracto da Acta)

.posts recentes

. Portugal em Directo

. Comunicado da URAP

. Estão recolhidas 16.000 a...

. Cartoon 027

. Fascismo e neofascismo na...

. Inspecção Geral da Admini...

. Cartoon 028

. Cartoon 026

. Cartoon 025

. Cartoon 024

.Anti-Fascistas de Serviço

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.arquivos

. Novembro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.Contador

Salazarices

.links

.subscrever feeds